+1 voto
perguntado por (5 pontos)
Com a recente queda no mercado de cripto, haverá ainda um futuro pra a utilização da mesma?

Entre em sua conta ou cadastre-se para responder.

1 resposta

+2 votos
respondida por (1.223 pontos)
Uma coisa que me incomoda nas criptomoedas são as constantes oscilações. Tente imaginar, por exemplo, como seria usar Bitcoin para atividades cotidianas. Uma pessoa com salário de 0,25 BTC teria recebido o equivalente a R$ 9.308, R$ 12.217 e R$ 5.678 nos meses de dezembro de 2017 a fevereiro de 2018. Nesse período, o valor de 1 BTC variou de R$ 22,7 mil a R$ 63,2 mil.

É impossível controlar as despesas domésticas com variações tão violentas. O que tornam as criptomoedas tão atrativas para investimento especulativo é exatamente aquilo que as inutilizam para uso regular. Grandes oscilações são boas para especuladores. Estabilidade é boa para moedas de uso corrente.

Para que as atuais criptomoedas passem a ser usadas com maior frequência, me parece indispensável a presença de um controle centralizado como ocorre em tantos países via bancos centrais, para que o valor da moeda não sofra tantas instabilidades.

Outro ponto relevante é a anonimização de quem participa das transações. Essa falta de responsabilização dos agentes participantes é incompatível com a atuação do Poder Judiciário. Se ocorre furto de criptomoedas, o Poder Judiciário tem interesse em quebrar o sigilo das transações para apenar os criminosos. Pelo que tenho lido sobre o assunto, isso não é possível com criptomoedas.

Concluindo, acredito que há muitos serviços que podem ser oferecidos com a admirável blockchain. Porém, acho muito improvável que as criptomoedas mais cobiçadas atualmente possam ser usadas sem violar seus princípios mais sagrados de descentralização e anonimato.

Tem uma dúvida?


Faça uma pergunta

...